23.9.11

Vida de estagiária... [9]


Ontem foi o jantar de despedida. Sou eu e a A.(que está ali há um ano e tal) que terá que mudar de delegação. Já chorámos um pouco. Também já chorei no caminho para casa e já pensei como será.
A nossa chefe chora, como uma mãe que vê duas filhas irem para longe. E é isso que se sente ali. Aquela equipa é uma família.
No dia que fui para aquela delegação a A. disse-me "Acima de tudo, aqui somos amigos". E são. Ali eu criei laços fortes, fiz amizades, como o H. boy diz "ao menos fizeste amigos". Ali fiz, e bons. Sei disso.
A A. vai, segundo o patrão, evoluir na carreira, vai largar as saias da "mãe" que é a chefe. Para mim não há lugar, nem para mim nem para os outros estagiários que ali estão a trabalhar à pala. Assim como assim, trabalhar naquele sítio será sempre uma das experiências bonitas da minha vida. E tenho pena, muita mesmo, de não continuar. E se todos os locais de trabalho fossem assim as pessoas eram muito, mas muito mais felizes.

Sexta-feira é a despedida a sério, o nosso último dia de trabalho...e decidimos que iríamos trabalhar as duas naquele dia, para que se chorasse só uma vez, para que fosse só um dia mau.
Eu darei a partir desse dia as boas vindas ao fantástico mundo dos desempregados licenciados...mas o que me ocorre dizer perante tudo isto é "viva la vida" :)

As amizades são para a vida e o resto são cantigas... (e já choro.)

Sem comentários: