5.4.12

Há seis anos atrás...

Imagem daqui.
...eu estava em Lloret. Com duas das minhas melhores amigas (e muita mais gente, óbvio) na nossa viagem de Finalistas. Possivelmente estaríamos na praia a estas horas, a queixarmo-nos do frio e da areia rija. Fui a Lloret com dinheiro que andei a juntar para abrir uma conta e com a ajuda da minha avó e do meu primo. Adorei estar em Lloret, sem loucuras, sem ser recambiada, sem ninguém morrer. 
Quando estava em Lloret estava também numa fase fantástica da minha vida, julgo eu. O secundário estava acabar e ia entrar na Universidade. Amei aquela escola secundária. Há seis anos atrás eu acreditava que um dia ia ter o mundo a meus pés (sem maldade). Sonhava com o meu curso, sonhava com a minha vida universitária e com o depois. Ai o depois. 
Eu sempre achei que ia conseguir tudo. Que ia ser fácil arranjar emprego, que is trabalhar na área e que ia ser reconhecida pelo meu bom trabalho. Hoje percebo que nem sequer me dão oportunidade de ser boa, nem oportunidade de aprender sequer, ou até de mostrar o meu trabalho. 
E secalhar é disso que eu tenho saudade sempre que me falam de Lloret. Tenho saudades daquela sensação de liberdade, tenho saudades dos vizinhos de cima que eram qualquer coisinha, tenho saudades do zoo e da colossos, tenho saudades da banheira de hidromassagem, tenho saudades do nosso quarto de cinco, tenho saudades daquela rua e da saia que lá comprei, tenho saudades do pic-mac, e de ter ido para o hospital com uma colega que estava doente (quer dizer não é saudades, continuamos é achar piada à situação), tenho saudades quando pessoal de outros quartos iam tomar banho ao nosso já nem sei bem porque motivo. Eu tenho saudade de isso tudo, que tenho, mas eu tenho saudade acima de tudo, da ingenuidade que esses tempos nos impingiam. Nesse tempo o mundo estava todo à minha frente e hoje, embora ainda esteja, sei que dói e custa muito conquistá-lo. E hoje eu sei que não chega eu querer, nem chega eu querer com muita força. Crescer também é deixar Lloret para trás :)

2 comentários:

Sofia disse...

Belos tempos esses. Também tenho saudades de Palma de Maiorca há 9 anos. :)

mfc disse...

Esta gentinha que nos governa está a matar-nos a esperança a cada dia que passa.
Há que apeá-los!