6.11.11

Post muiiito lamechas :D


Faz hoje 5 anos que eu fui ao meu primeiro arraial da cerveja. Eu e a D. andavamos sempre juntas para todo o lado. Eu vestia calças de ganga, camisola branca por baixo com uma vermelha por cima. Nem sequer sonhava com o que era um arraial da cerveja.
Estava a dançar com a D. ao fundo do pavilhão e dois rapazes foram meter-se connosco. Ele dançou comigo e eu não gostei nem desgostei. Passou-me um pouco ao lado. Nessa semana várias raparigas se cruzaram com ele e ele pensou que era eu. Não era. Quando finalmente me encontra não lhe ligo puto. Já toda a gente sabe do que falo não já? Foi há precisamente 5 anos que eu o conheci, eu era caloira e foi no meu primeiro arraial da cerveja. Se esse dia mudou a minha vida? Não, ou melhor, eu pensava que não. Até porque não foi um amor à primeira vista. O que é certo e verdade, é que embora ele não me tenha marcado eu lembro-me de todos os momentos pós-primeiro encontro. Estranho, mas real.
Depois deste dia, foi o destino que foi tratando do resto. Um encontro aqui, outro ali, até que deu no que deu. E que bela história daqui resultou, tinha que começar num arraial da cerveja. ahah.
No fundo esse foi o dia que mudou a minha vida. O dia que me apresentou uma das maiores conquista que eu consegui até hoje. Tê-lo comigo é saber que fiz uma escolha acertada e que, aconteça o que acontecer, ele será para a vida.
E hoje, dia de serenata, iremos brindar com uma cerveja...brindaremos ao destino que nos uniu, à vida que nos juntou, à amizade que nos faz ser diferentes, ao amor que nos tornou melhores, ao respeito, à cumplicidade, ao carinho, à formação e a tudo o que, todos os dias, nos junta mais um pouco.

Obrigada destino, obrigada Deus, obrigada Fadas e Duendes que nos juntaram. Obrigada a ti por, sem sabermos, teres passado a fazer parte de mim desde esse dia.