24.8.12

Quatro patas em ponto pequeno :)

O bom de voltar a ter um miau, é que o vazio está preenchido e ver imagens de gatos em tudo o que é internet deixa de ser um suplício (tão grande). A saudade ninguém a tira, e ás vezes tenho que deixar de olhar para este gato porque fico com uma súbita vontade de chorar pelo meu outro.  Aí olho em redor, respiro fundo e algo no meu peito me diz que ele vai voltar. Nunca chamo primeiro o nome dele, chamo sempre o nome do outro, mas um dia isso vai passar porque terei que chamar pelos dois :) Enquanto isso, tenho este ser de quatro patas que me cabe na palma da mão e quase depende de mim a preencher um vazio que me estava a destruir. Não, não estou a exagerar.

Para já este é um reguila de primeira que me vai deixar cabelos brancos. Já o amo e já pertence à família. Tenta roer o meu computador e procura em mim as maminhas da mãe. 

Obrigada meu amor, porque apesar das minhas indecisões, tu que me conheces como ninguém, sabias que esta decisão era a melhor :')

(E enquanto procurava, pela net, imagem para este post percebi que a minha preferida ainda não conseguiria publicar aqui, portanto ficamos sem imagem)

2 comentários:

Joanissima disse...

: )


Fico feliz que tenhas arranjado espaço no teu coração para outro "filho".
Nada nem ninguém substituirá o teu gato mas é importante que abras o teu peito...

: )

Palco do tempo disse...

que fofo :)