1.10.13

Quando nos revemos nas palavras dos outros.

Imagem da minha autoria.

Li este texto e senti-me ali. Em cada saudade descrita nas palavras dos outros. Só pisei um aeroporto uma vez, infelizmente. E se quando cheguei a este da imagem foi a alegria do reencontro, de um reencontro atrasado dois anos e meio, o momento da despedida foi um canivete suiço espetado no coração. Recordo-me de, quando cheguei, chegar uma rapariga e lembro-me da alegria do cão que também a foi receber. Vieram-me as lágrimas aos olhos. E depois chegou o meu primo e, como é óbvio, ele foi o meu momento. O abraço, a voz, o cheiro. Quando me despedi foi tudo o resto, o lado mau. Foram as lágrimas que, pela primeira vez não consegui segurar, tal como agora. Foi um obrigado mútuo. Foi o beijo que tentei ser o mais doce, sem lhe perturbar o sono. Senti-lhe o cheiro, e com as lágrimas a correrem subi as escadas. E houve quem me olhasse, e secalhar tivesse pena de mim. Não sei. Daqueles que me viram enquanto esperava, ninguém sabia que as lágrimas grossas que me caiam no rosto eram, essencialmente, por um ser de palmo e meio que me ocupa o coração. E depois de tudo feito, quando sai à rua para ir para o avião, voltei a chorar, Muito. Porque eu não sabia, nem sei, o tempo que agora me falta esperar. E dói, cada despedida dói. Nem que sejam dois dia.

Imagem da minha autoria. Não sei porque fica virada.

9 comentários:

S* disse...

Oh, eu adoro aeroportos, o entusiasmo das viagens, das idas e vindas... mas as saudades por vezes quebram todo esse entusiasmo.

De Sonhos se faz a Vida disse...

Infelizmente cada vez mais assistimos a reencontros e despedidas e dói muito no coração. Passo isso com os meus pais principalmente que são emigrantes sãos os que estão mais longe...

Quanto ás vendas solidárias o link está na imagem esqueci-me de referir isso e aqui https://www.facebook.com/events/434217003366694/?fref=ts

Beijinho *

Blackbird disse...

As despedidas custam sempre e nunca nos conseguimos habituar a elas...

Laura disse...

Se custam! Para a semana vai me custar a mim... :/

Maria disse...

adoro viajar :)

Opinante disse...

Custa sempre :/

Lolita disse...

Eu adoro o partir mas com data para voltar. Adoro viajar uns tempos e voltar para o aeroporto e ter alguém para me receber. Sabe tão bem! :)

Lolita disse...

Eu adoro o partir mas com data para voltar. Adoro viajar uns tempos e voltar para o aeroporto e ter alguém para me receber. Sabe tão bem! :)

Karina sem acento disse...

Eu não lido minimamente bem com despedidas. Sempre que me vão deixar ao aeroporto, agarro-me aos meus pais e desato num prato jeitoso - e quero lá pensar que olhem para mim a chorar ou, depois, para os meus olhos vermelhos e inchados. A saudade custa, custa demasiado.