26.12.13

Há dias...


Imagem daqui.

...difíceis. Há dias em que paramos para pensar um pouco. E hoje é o dia. Hoje, embora "agradeça" o trabalho que tenho, falta-me a minha área. Falta-me o que me faz realmente feliz. Falta-me a comunicação. Falta-me o que sonhei. Falta-me que as pessoas entendam isso: "ah, tens trabalho". E ainda que eu saiba que isso é muito bom, o meu coração sabe que não foi para isso que estudei. Mas isso até é pecado dizer. Tenho trabalho e isso, para o mundo, tem que chegar. A mim não chega. Vai saber-me muito bem quando receber, este mês, o meu salário. Mas dói-me. Mas dói-me muito. Mas agora, depois de duas empresas onde me ficaram a dever, é óbvio que sinto a falta de coragem em arriscar. Não sei se algum dia deixarei de ser lojista. Não sou infeliz assim, que não. Mas falta-me o que me faz sonhar. E isso dói-me. Pronto. Mas sim, eu sei que tenho trabalho.

4 comentários:

PinUp Me disse...

É verdade, saímos da geração "que bom que trabalhas na área" para a geração "que bom que trabalhas". Eu que estou desempregada (e percebo ambos os lados) confesso que quando trabalhava no que não gostava me enervava ter de ouvir isso -_-

L. das horas disse...

Há-de aparecer Coquinhas e se não aparecer, pode ser que ainda faças algo relacionado com a tua área, mesmo que seja só part time ou apenas por gosto. Tens um sustento e depois arranjas algo extra, para realização pessoal. :)

Diana Santos disse...

Entendo-te perfeitamente. Muita força e nunca desistas dos teus sonhos minha querida:)

Mrs. BlueBerry disse...

Compreendo essa conversa das pessoas quando dizem "ao menos tens trabalho", há quem queira e não consegue nada, mas trabalhar em algo que não nos realiza é muito chato. Pode ser que 2014 traga-te um trabalho que te realize profissionalmente.