1.5.16

Feliz dia da Mãe

Todos os dias são Dia da Mãe para quem sabe ser mãe e para quem sabe ser filho. Não é fácil amar incondicionalmente e sofregamente alguém e é assim que eu amo. Tive a sorte de ser presenteada pela vida por duas Mães extraordinárias. A Mãe - Mãe e a Mãe - Avó. Por isso mesmo que há dois anos este dia é tão difícil. Quando se ama não se aceita a perda, não nos conformamos nunca. Talvez os outros dias a gente vá disfarçando mas depois nestes, ai nestes dias.
Engulo em seco hoje as lágrimas que deitei ontem. Vou sair a correr do trabalho para ir comprar uma flor e te levar ao cemitério. Depois vou jantar com a minha Mãe e aproveitar a sorte que é por ela ser minha.
Sim, a vida falhou-me nalgumas coisas mas desde que me tenha dado esta Mãe e esta Avó tudo é suportável.
Hoje tenho tanta saudade que dia nenhum faz sentido. Nada faz sentido sem a minha Avó, mas enquanto tiver a minha Mãe tudo valerá a pena. E é por isso que tudo o que mais desejo são muitos e felizes anos para a minha Mãe, e que os meus filhos tenham a sorte de a conhecer (embora nunca tenham o privilégio de ter uma Avó como a minha).
E sim, o amor de e por uma Mãe é qualquer coisa de estonteante mas o mais bonito e doce dos amores é o dos Avós. E é isso que me dói sempre. Por muito que eu me sinta e seja amada, nunca ninguém me amará de forma tão bonita como a minha bela e doce Avó.

Mil beijos até ao Céu.
Um arroz de pato cá na terra.

<3

2 comentários:

A Pimenta* disse...

Este texto está poderoso, palavras muito bonitas!

Maria do Mundo disse...

Fabuloso...concordo tanto com essa doçura e poder do amor das avós.