6.1.12

Geração André

Já toda a gente deve ter lido isto. Mas isto é daquelas coisas que vale a pena ler. Obrigada Filipe Mendonça. Porque eu sou um desses "Andrés". Não sei se fui brilhante, mas fiz tudo o que pude. Trabalhei Sábados, Domingos, Feriados e noites. E paguei, se paguei para trabalhar. Hoje já ninguém se lembra de nada, mas isso são outros "ques".
Vou continuar a enviar curriculus, em vão, mas vou. Entretanto vou trabalhando numa loja ao fim-de-semana. Possivelmente farei disso vida. É assim.

4 comentários:

Blue star disse...

Infelizmente somos todos um pouco "Andrés" é a sina da nossa geração
=)
* * *

Bom Fim-de-semana

100 Pretensões disse...

Eu ainda não tinha lido,obrigada por partilhares.
**

Carla disse...

"“Não há drama”, grita a geração do poder. Pois não. Nem futuro." Infelizmente é isto mesmo!

'Mimi disse...

Já somos duas. É tão frustrante pagar para trabalhar e nem sequer ser reconhecido pelo esforço!