23.3.12

Uma parte do meu país.


Eu, enquanto jornalista, tenho pena e vergonha disto. 

5 comentários:

Sofia disse...

Não sou jornalista, mas também tenho vergonha disto.

Bom fim-de-semana, beijinho.

L. disse...

Eu sou completamente contra violência. Mas, alguém sabe dizer o que aconteceu 10 segundos antes disto?

Ana disse...

Esta realidade é muito estranha para mim. Mas tens razão, é uma vergonha.

Beijinhos e um bom fim-de-semana :)

Coquinhas disse...

L. na verdade, ninguem sabe o que aconteceu de facto, não é? O que eu vi nas notícias é que pouco antes houve algo mais sério por parte de um manifestante. Quem eu vi falar foi o fotojornalista da lusa que foi agredido e, segundo ele, ele estava a fazer sinal aos polícias para passar para trás deles (e assim os poder acompanhar, presumo). Possivelmente os polícias não entenderam e atacaram-no. A história desta fotojornalista não sei. Assim como assim é violência e, neste caso, tendo em conta que esta senhora (e o outro) estavam a trabalhar não me parece que tenham desafiado ninguém. É verdade que os jornalistas são "abelhudos", têm que o ser, daí a darem-lhes tareia...E acho que foi isto que se passou :/

L. disse...

Pois, eu também não sei. Mas ontem vi imagens no do que se passou passou antes e aquilo parecia uma batalha campal! Incrível! Destruíram a esplanada da Brasileira toda! Provavelmente, a polícia reagiu e pagam os justos pelos pecadores...

Fica aqui o vídeo:
http://expresso.sapo.pt/as-imagens-que-antecederam-a-carga-policial=f714083

Uma manisfestação é uma coisa, isto, é claramente outra.

Bom resto de Domihngo!