Avançar para o conteúdo principal

Das viagens de finalistas



ALEGRIA E TRAGÉDIA, por Francisco Moita Flores

"Quando os nossos filhos começam a voar, com as asas frágeis que lhes demos nos primeiros anos de vida, há em cada pai a avaliação preocupada do risco.
Será que está com boas companhias?
Vai experimentar álcool ou drogas ainda mais perigosas? Estará a estudar o suficiente?
Enfim, infinitas perguntas que nos baralham, por vezes, as decisões mais simples.
É o caso.
Não tenho dúvidas que foram preocupações como aquelas que referi, que os pais e educadores deram àqueles jovens, às centenas de jovens estudantes que fizeram as suas viagens de finalistas em Espanha.
Os dias fora, sobretudo para quem nunca viu filhos saírem de casa para tão longe durante uma semana, são sempre vividos com um misto de ansiedade e prazer.
Os telefonemas sucedem-se e a exclamação de alívio: 'Graças a Deus, está a correr bem!'.
E correu.
A tragédia aconteceu quando já estavam aliviadas todas as ansiedades.
Faltava fazer a viagem.
E esta viagem não chegou ao fim.
A Vida tem estes caprichos. Prega-nos partidas trágicas. Afinal, não foram companhias, não foi álcool, não foi droga. Apenas um despiste do autocarro e a morte a bater à porta.

Um abraço solidário às vítimas da tragédia e aos seus pais. Condolências emocionadas à família do inditoso jovem.

E uma lição...
Não vale a pena proibir como prevenção.
Ninguém consegue adivinhar o lugar e o momento de onde  Morte surge."

É duro saber que um miúdo de 18 anos perdeu a vida de uma forma tão inesperada e precoce. Nenhuma viagem de finalistas devia ter este desfecho. Nenhum pai ou mãe deste mundo deveriam sentir esta dor. Ninguém deveria perder um irmão. A vida é, sem dúvida, o que tem quer. Que esta tenha sido a melhor semana da vida deste rapaz. Força para todos que o perderam :(

Comentários

  1. De facto, é incrível como a vida nos mostra o quanto imprevisível é.
    :(

    ResponderEliminar
  2. Não sabemos mesmo como o será o dia de amanhã, ou mesmo o minuto que se segue a este em escrevo. A vida pode mudar em segundos... :(

    ResponderEliminar
  3. É mesmo triste, nem consigo imaginar... e fica-nos a esperança de que, de facto, tenha tido a sua melhor semana.

    ResponderEliminar
  4. Foi uma coisa tão estúpida, quase a chegar a casa e no meio de tantos foi o único a morrer :(

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

cof cof